O que é cinomose canina? Saiba tudo sobre essa doença grave que atinge os cães

O que é cinomose canina? Saiba tudo sobre essa doença grave que atinge os cães

Todo tutor(a) precisa ficar atento(a) a qualquer sinal de surgimento de doenças no seu pet e manter a carteira de vacinação em dia. Sendo assim, você sabe o que é cinomose? Pois saiba que essa doença grave pode prejudicar bastante a saúde do seu cachorro.

Pensando nisso, abordaremos neste artigo o que é a cinomose em cães, quais são os principais sintomas e como proteger seu cãozinho dessa doença grave. Continue a leitura e saiba mais.

 

O que é cinomose canina?

A causa da cinomose é um vírus conhecido como CDV ou Canine Distemper Vírus, que traduzido fica “vírus da esgana canina”, já ouviu falar?

É uma doença conhecida por afetar principalmente, filhotes, cães debilitados e animais com o sistema imunológico comprometido. Porém, pode acometer qualquer cão que não esteja protegido corretamente.

Sendo assim, um cachorro contaminado pode facilmente transmitir a doença para outro. Contudo, a manifestação dos sintomas da cinomose varia em cada caso, podendo comprometer os sistemas digestivo, respiratório e neurológico dos cães. 

No entanto, os cachorros que sobrevivem ao tratamento podem obter sequelas para o resto da vida. A gravidade dessa doença se dá pelo fato de avançar com rapidez. Sendo assim, seu tratamento é difícil, tendo como a melhor conduta a prevenção. 

Por isso, é tão fundamental vacinar o animal ainda quando filhote,com base no calendário estabelecido pelo médico-veterinário. Veja no próximo tópico como a transmissão desse vírus ocorre.

 

Transmissão: como os cães pegam cinomose?

Agora que você já sabe o que é cinomose canina, deve estar se perguntando como ela passa de um cachorro para o outro, correto?

É importante saber que a transmissão da cinomose acontece principalmente pelo ar, mas pode ocorrer também pelo contato direto de um cão saudável com um que esteja doente. 

Esse contato pode ser tanto pelas secreções nasais quanto pelo compartilhamento de brinquedos, bebedouro, comedouro, entre outros objetos. 

Além de manter seu cachorro com todas as vacinas em dia, é crucial ter cuidado com a higiene dos itens de uso individual do seu pet. Se o seu cão costuma frequentar locais como parques, praças e creches para cachorro, redobre a atenção.

 

Dessa forma, é bom saber quais são os sintomas que essa doença grave apresenta. Confira a seguir.

Sintomas da cinomose canina

Um ponto importante sobre a cinomose é que não há como saber se o cachorro está com a doença sem consultar um médico-veterinário. 

Isso porque um dos primeiros sintomas é a diarreia, que costuma vir acompanhada ou não pelo vômito. O que pode se confundir com uma indisposição alimentar, por exemplo. 

Por isso é importante sempre observar atentamente o seu cãozinho e consultar o profissional de saúde caso algo não esteja bem. Porém, como dito anteriormente, o quadro de sintomas varia de acordo com o cachorro, sua idade e estado geral de saúde. 

Desse modo, os sintomas da cinomose agem com base nos órgãos que estão sendo atacados. Segue os principais sinais dessa doença grave:

Sintomas cutâneos da cinomose 

Pode ocorrer de uma das manifestações da cinomose ser na pele do seu pet. Neste caso, se dá pelo surgimento de bolinhas com pus, parecidas com espinhas, no abdômen, nas patas e no focinho do animal. 

Além disso, é possível também que o animal tenha conjuntivite. 

Sintomas digestivos da cinomose 

Os sintomas digestivos estão além da diarreia e dos vômitos. Aqui é possível que haja presença de sangue nas fezes do cachorro, assim como sinais de fraqueza e febre. 

Sintomas respiratórios da cinomose 

Neste caso, o pet apresenta secreção nasal, tosse, espirros, formação de catarro, desenvolvimento de pneumonia e dificuldade para respirar. Pode-se dizer que é um dos sintomas mais críticos dessa doença.

Sintomas neurológicos da cinomose 

Infelizmente, boa parte dos tutores só percebem que algo não está bem com o seu pet quando a doença já está bastante avançada. Sendo assim, entre os sintomas neurológicos da cinomose estão desorientação, falta de coordenação motora, tremores e convulsões.

Após conhecer todos esses sintomas, é fundamental entender que a doença pode se manifestar de maneira progressiva em alguns casos. No entanto, eles se apresentam em ordens diferentes. 

Por isso, a importância de investigar qualquer mudança de comportamento ou de hábito do seu cão. Veja como protegê-lo da cinomose e para manter o seu pet saudável.

 

Como proteger o seu cão da cinomose?

Não há atualmente uma cura para essa doença, mas é possível tratar com um médico-veteirnário. O que varia de acordo com cada caso. Por isso, leve o seu amigo para esse profissional avaliar em qual estágio da cinomose ele está e, assim, tratar adequadamente.

Além disso, você pode aproveitar a consulta ao médico-veterinário para verificar se as vacinas do seu pet estão em ordem. Aliás, já existe vacina contra o vírus da cinomose, são elas: V8, V10 e V11. 

Vale ressaltar que as vacinas que oferecem proteção contra essa doença devem ser administradas em três doses, com intervalo de 20 a 30 dias. Sendo que, durante esse período é preciso evitar sair com o cachorro, principalmente em locais onde há presença de outros cães. Além é claro, de limpar os objetos e acessórios utilizados por eles.

Uma forma de prevenir o seu pet de qualquer doença é mantendo uma alimentação saudável. A Pegada Natural pode ajudar você e o seu cão a ficarem juntos por muito tempo. Mas para que isso seja possível, que tal investir em alimentos naturais para o seu melhor amigo?

 

Conheça a fórmula da Alimentação Natural cozida para cães que proporciona a eles uma vida mais tranquila e sem doenças.

Fale com o nosso médico-veterinário e não fique com dúvidas sobre cinomose.

PREVENÇÃO À CINOMOSE COM A PEGADA NATURAL

Solicite um Orçamento

Receba conteúdos exclusivos sobre a Pegada Natural